Quem faz parte do Realengo Que Queremos

 

Ângelo Inácio, assessor parlamentar e membro da Pastoral do Meio-Ambiente da Paróquia Divino Espírito Santo – Diz que o movimento vem fazer eco às possibilidades de evolução das associações de moradores, agora relacionadas ao meio ambiente e ao amadurecimento da democracia, sendo baseado na Agenda 21 e o Rio+20. No âmbito da atuação da Pastoral foi feita uma enquete e a população colocou como prioridade área de lazer, para surpresa dos membros da pastoral que achavam que saúde ou segurança seriam mais pedidas. A pastoral abraçou a ideia, primeiro com o parque da serra do Barata, e agora com o terreno baldio de 142 mil m²no centro do bairro. Ângelo fala que o movimento em si realizou duas manifestações com abraço ao terreno, e uma dando a volta no quarteirão colocando galhardetes com os dizeres “Parque Verde queremos agora”,  abaixo assinado com a população, e que conseguiu  e contatos com políticos de diversos partidos.

angelo

 

Luiz Fortes, editor do Blog Pro-Realengo: “A história do parque verde é recente. Mas o sonho de tornar aquela área uma área de lazer é antigo, já vem de muito tempo. Já fez parte de projeto de lei e seminário realizado. Agora a Pastoral do Meio ambiente concretizou com um movimento chamado Realengo que queremos. Fui convidado para as reuniões e participei de todas, apesar de não ter uma organização oficial, tem a possibilidade de participação de todos. Segundo Luiz Fortes, o IFRJ também tem interesse de ampliar suas instalações e vê com bons olhos esse movimento, tanto que a diretora Sandra tem dado apoio e cede uma sala para reunião do grupo.. Para ele, o maior empecilho ainda está na resistência do Exército”.

Luiz Fortes

Sérgio Sant’Ana – Psicólogo e morador da Av. Santa Cruz – Sérgio conheceu  Ângelo Inácio depois de um curso de desenho. Através do contato pelo Facebook, conheceu a luta pelo parque verde. Interessou-se em fazer algo pelo bairro, algo mais coletivo. O que levou Sérgio a se engajar no movimento Realengo que queremos foi a proposta de cultura e lazer, porque a comunidade é muito carente neste aspecto. Participou de várias reuniões e de várias atividades como a caminhada com colocação de galhardetes, além de colaborar na parte de informática. Ele vê como maior dificuldade o engajamento maior da população. Segundo ele, cada pessoa que chega ao grupo tem potencial para agregar ideias para o parque

sergio

O QUE SONHAMOS PARA O PARQUE VERDE:

 

Faculdade de Educação Física (IFRJ)

Unirio

Instituto do Coração

 

 

Preservação da área verde

Jardins

Revegetação

Projetos sustentáveis (compostagem)

 

Pista de caminhada

Campos de futebol

Ciclovia interna

Pista de skate externa

Parquinho

Academia da Maior Idade

 

 

Museu da Fábrica

Teatro

Centro Cultural – (Nave do Conhecimento)

Sala de espetáculos

Sala de Oficinas

Biblioteca

Conservatório de música Museu da Fábrica

 

 

Bicicletário

Quiosque

Banheiro (fraldário, adaptado)

Bebedouros

Fraldário

Tratamento de esgoto

Centro administrativo – salas de exposições

Hoje só temos o abandono:

abandono 01

abandono 02abandono 03

PARQUE VERDE: UM SONHO POSSÍVEL

parque verde 01

De um lado uma área de 142 mil metros quadrados e de outro uma população carente de opções de lazer. Na Rua Prof. Venceslau, um quarteirão inteiro baldio há mais de 40 anos, cravado no centro de Realengo, representa um novo sonho para os moradores do bairro. O movimento Realengo Que Queremos levanta a bandeira de ocupação desta área com o intuito de satisfazer a maior das necessidades desta população, com a criação do Parque Verde.

parque verde 05

Um primeiro lote do terreno já teve a ocupação que modificou o local. O movimento “Pró-escola Técnica de Realengo” lutou para que lá fosse construída uma unidade de escola técnica. Após uma luta de mais 21 anos, este movimento teve êxito e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou a Lei 11.892, de 29 de Dezembro de 2008, criando o IFRJ.

O IFRJ ocupa uma área de 22 mil metros quadrados dos 142 mil metros quadrados e a luta desse novo movimento é para que o restante do terreno seja ocupado de acordo com a vontade dos moradores do bairro. O movimento partiu de uma pesquisa realizada pela Pastoral de Meio Ambiente da Paróquia Divino Espírito Santo, onde dentre as opções como saúde, segurança, educação e lazer, esta última acabou saindo vencedora, para a surpresa dos organizadores.

Integrantes da pastoral e antigos líderes locais então se organizaram no Movimento Realengo Que Queremos, para que este terreno baldio da antiga fábrica de cartuchos, desativado desde 1984 possa servir à população com equipamentos de lazer e cultura.

parque verde 04

A união do espaço e do anseio da população torna o sonho possível na visão de integrantes do movimento e a área poderá abrigar equipamentos de educação como a extensão do IFRJ com mais um curso, que é o de educação física. Além disto, também haveria na área um campus da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e o Instituto do Coração, cumprindo a finalidade do terreno que é de ser ocupados por unidades educacionais.

No parque também haveria diversos equipamentos de cultura como teatro, espaços culturais, oficinas de teatro, Museu da Fábrica, Nave do Conhecimento, biblioteca e conservatório de música. O projeto comtempla espaços de lazer como ciclovias, pistas de caminhada, pistas de skate, campos de futebol, parquinho, quiosques e até uma academia da terceira idade.

No projeto existe ainda a preocupação com os espaços verdes do terreno, que solicita manutenção da área verde, jardins, revegetação e projetos sustentáveis (compostagem).

parque verde 03

Os avanços do movimento “Realengo Que Queremos” passam pela conscientização da população de Realengo, para evitar que outras finalidades sejam dadas a área. O grupo tem como uma grande vitória a criação da lei nº 4840/2008 de 02/04/2008; esta lei dispõe sobre a utilização específica da Área 3, das instalações antiga Fábrica de Cartuchos do Exército, na AP. 5.1, Realengo, e dá outras providências. Ela é proveniente de um projeto de lei nº 1236/2007, de autoria do Senhor Vereador Rubens Andrade. Outra preocupação dos integrantes do movimento é garantir a preservação do verde evitando o derrubar de árvores, como aconteceu com a implantação do IFRJ. O grupo tem como uma das reivindicações a recuperação de um marco da antiga fábrica de cartucho que é a fonte de água que havia no terreno.

realengo que queremos

DE NORTE A SUL “IN LOCO”

Rede de Esgoto sendo finalmente implantada.

logo bussula

A Foz Águas 5 promoveu Reunião com lideranças comunitárias e mídias locais, para apresentar e explicar detalhadamente os serviços em execução na região.

fozagua07

No dia 10 de outubro, na ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Deodoro, o setor de comunicação da Foz Águas 5 reuniu lideranças comunitárias e a imprensa local (jornais, blogs ou sites de notícias), e a população em geral, para interagir, tirar dúvidas e receber diversas reclamações relacionadas a água  e esgoto. Foi preparada esta apresentação para que entendêssemos e transmitíssemos aos moradores as explicações da empresa.

O engenheiro Cristiano Galvão afirmou que o serviço que está sendo executado é da responsabilidade do Município. Essa explicação deveu-se ao fato de muitos acharem que, como a CEDAE está ligada ao Estado, a Foz Águas também estaria, o que não é o caso.

fozagua06

Milhões de pessoas residem na Zona Oeste, onde 10 ETEs estarão em funcionamento em um prazo de 10 anos. Esta região é dividida em duas fluentes baías, que são a de Guanabara e a de Sepetiba. Segundo o engenheiro, a empresa pretende estar coletando 50% do Esgoto e fazendo o tratamento de 5% do mesmo nos primeiros 5 anos. Esse trabalho inicialmente estará focado nas ETEs Sarapuí e Marangá.

Com relação à rede que está sendo implantada, o tamanhos de cada encanamento será proporcional ao que se recolhe, ou seja casa , transmissor e receptor principal terão tamanhos diferenciados. Os das casas iniciam com 150 milímetros de largura.

Foi levantada a questão na plateia com relação à recomposição das calçadas que estão sendo danificadas para a obra. A assessoria e imprensa relatam que onde existem obras do Bairro Maravilha Oeste, a recomposição das calçadas será básica, no padrão da prefeitura, como era antes da obra, o que é obrigação da concessionária.

fozagua 5660

A Foz Águas 5 já esta em operação a dois anos e tem contrato de 30 anos para implantar toda uma rede, que não existia, por isso, relatou o engenhiro. esses problemas iniciais. Ele declarou ter a certeza que após a implantação, tudo vai funcionar muito bem, pois foi muito bem planejado.

fozagua05

Em relação ao pagamento, Cristiano Galvão explicou que a cobrança é feita pela Foz Águas 5 e repassada à CEDAE, que é a responsável pelo fornecimento.

Com toda essa rede implantada em funcionamento não poderá haver despejo de águas pluviais na rede própria para esgoto, ou seja será utilizada a rede antiga para este fim, e dentro das residências será necessário que a distribuição dentro das casas seja feita separadamente ou seja somente direcionar para o terminal instalado na calçada do cliente o que for esgoto. O que não for, será encaminhado com atualmente para as redes pluviais indo para os rios.

Exemplo: água de chuva, e da limpeza da casa etc.

Nas ETEs são feitos tratamentos biológicos tornando possível o reuso da água, conforme pudemos constatar durante a visita a um dos tanques.

Luiz Fortes para o Pró-Realengo

fozagua01

Inauguração Clínica Família Armando Palhares Aguinaga

A Secretaria Municipal de Saúde inaugurou na presença do Prefeito Eduardo Paes nesta terça-feira, dia 13 de agosto, a Clínica da Família Armando Palhares Aguinaga, em Realengo. A unidade é a 71ª da cidade, fica na Av. Santa Cruz, s/nº, e beneficiará 17,2 mil moradores da área. Com a abertura da clínica, a cobertura de saúde da família na região da AP 5.1, que engloba os bairros de Bangu, Realengo, Padre Miguel e adjacências, chega a 41%. Em 2008, a cobertura era de apenas 4,6%. Em toda a cidade, 41% dos cariocas são cobertos pela estratégia de saúde da família.

Esta é a 31ª Clínica da Família da Zona Oeste e recebeu investimentos de R$ 4 milhões. A unidade contará com cinco equipes de saúde da família. Cada equipe fará, em média, 400 consultas médicas por mês, totalizando duas mil consultas mensais, além dos demais procedimentos, serviços e consultas de enfermagem e dos agentes de saúde.

Mais de 50 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, cirurgiões-dentistas e auxiliares, trabalharão na unidade. No local, os pacientes vão passar por procedimentos ambulatoriais e consultas com médicos, equipe de enfermagem e agentes de saúde. Será possível, também, realizar exames laboratoriais, ultrassonografia, raios-x, eletrocardiograma, curativos, vacinação, planejamento familiar e teste do pezinho. A unidade contará ainda com acompanhamento de pré-natal e doenças crônicas e distribuição de medicamentos.

A clínica da família funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8 às 12h. A unidade terá consultórios, salas de saúde da mulher, de acolhimento mãe-bebê, saúde da criança, saúde bucal, observação clínica, procedimentos, hipertensão e diabetes, além de auditório, farmácia e almoxarifado.

Comlurb atuando na Rua André João Antonil

O Jornal Realengoempauta cobra, mas também sabe agradecer. O povo muitas vezes não colabora e coloca a culpa na falta de limpeza. Mas nós somos testemunhas que a gerencia de Realengo tem feito o dever de casa. Cabe a população colaborar de 2 formas:

1) Não jogando ou mandando jogar lixo na rua.

2) Denunciar quem joga lixo seja morador ou carroceiro. Ligue 1746 e peça a retirada de lixo ou entulho.

PARA REMOÇÃO DE LIXO. ENTULHO OU MOVEIS VELHOS CHAME A COMLURB 1746.

Magalhâes Bastos contra corvadia das desapropriações

Neste sábado 06/04/2013 os moradores de Magalhaes Bastos fizeram uma ato contra as desapropriações da TRANSOLIMPICA.

Segundo moradores o traçado vai desapropriar casas na Rua Salustiano Silva, bem como parte da Paroquia São José de Magalhães Bastos onde funcionam salas de aulas e atividades sociais da paroquia.

PROMESSAS DE CAMPANHA

Os moradores comentaram que numa reunião  em agosto quando o Prefeito prometeu que o traçado não seria aprovado e que a via expressa passaria pelo terreno do Exercito próximo a paroquia sem fazer NENHUMA desapropriação.

Nossa reportagem também participou de uma reunião com o Vice-prefeito Adilson Pires quando o Engenheiro Eduardo apresentou esse traçado que não faria desapropriações.

PASSEATA PELO BAIRRO

Além da concentração os moradores fizeram uma passeata pelas principais ruas do Bairro como Rua general Carombert da Costa, Almeida e Souza, Concordia e Salustiano Silva.

O Realengo em pauta ouviu os moradores presentes na manifestação:

1) Renato Moura pela Associação mComunitária de Magalhães Bastos

Renato Moura MB1

Renato Moura MB2

Renato MouraMB3

OSANJOS 07 de Abril 2013 – 2 anos

Amigos,
A Missa em homenagem aos nossos anjinhos será no próximo domingo, dia 07 de Abril às 09:00h na Paróquia Nossa Senhora de Fátima São João de Deus, na Rua Manoel Nogueira de Sá, 1421 – Jardim Novo – Realengo. Logo após a missa sairemos em procissão até a porta da Escola Tasso da Silveira para ser dada a benção final e nosso abraço simbólico e em seguida será grafitado o muro da Escola.
E a carreata com passeata também com a concentração na porta da Tasso da Silveira será às 15:00h. Segue nossas ativid…ades com a exibição do filme OS ARMADOS na Igreja Presbiteriana em frente a Escola. Nos ajudem a divulgar compartilhando e convidando os seus amigos.
Contamos com a presença de cada um de vcs. Afinal, a morte de nossos anjinhos não pode ter sido em vão. Lembre-se : Uma voz sozinha é apenas uma voz. Uma voz com outras vozes se fazem ouvir…PAZ NAS ESCOLAS E NÃO OU BULLYING
E O FIM DE ARMAS DE FOGO

EC JORGE BENJOR PREPARA A VOLTA

 

O novo espaço em panoramica

 

Por MARCELO QUEIROZ

Conversamos com Sergio Abraão Barreto, o Zinho, presidente da ONG Subúrbio Carioca fundadora do Espaço Cultural Jorge Benjor e que administra a Lona cultural Hermeto Pascoal em Bangu e o Espaço Cultural Subúrbio Carioca em Magalhaes Bastos.

 

Sergio Abraão Barreto, o Zinho, em frente ao novo Espaço

 

 

O INÍCIO DO ESPAÇO JORGE BENJOR

Sergio nos conta que em 2007 em parceria com a Supervia e com ajuda de alguns moradores que já tinham participações neste segmento, criou o Espaço Cultural Jorge Benjor com o intuito de fomentar a cultura e área social na região. O Espaço foi uma homenagem ao famoso cantor popular. Não havia apoio do poder público e os artistas aceitaram a ideia. Assim vários nomes da música se apresentaram no local, a começar pelo padrinho Jorge Benjor, que ficou muito feliz com a homenagem, visto que tinha recebido homenagens mundo a fora, mas aqui no Brasil não. Lá se apresentaram nomes como Marcelo D2, Pitty, Flavio Venturini, Alcione, Guilherme Arantes, Zeca Baleiro entre outros.

 

Entrada do antigo Espaço Jorge Ben Jor

 

 

O FECHAMENTO PARA OBRA DO VIADUTO

Sergio nos fala que tudo vinha se mantendo com muita dificuldade até o Espaço precisou ser fechado para obra de duplicação do viaduto de Realengo. A ONG Subúrbio Carioca apoiou a iniciativa, pois a obra era importante para o bairro e se a ONG queria transformação para o bairro, ela não poderia ser contra o viaduto que traria benefícios para toda população.

O prefeito Eduardo Paes conversou com a ONG e propôs a cessão de outro terreno para um novo Espaço Cultural Jorge Benjor. Na época a entidade não sabia onde seria, era um momento um pouco conturbado, pois era época de eleição e com o prefeito buscando a reeleição. Após muitas buscas por um  terreno que servisse ao Espaço, surgiu a possibilidade de ficar perto do antigo local, embaixo do novo viaduto, o que agradou à ONG, que tinha fechado o Espaço para o viaduto e nada mais justo reabri-lo ao lado. Não haveria necessidade de desapropriar praça ou outro terreno, já estava pronto lá em baixo do viaduto. O prefeito topou e o Espaço já esta em obras.

 

Zinho mostra a planta do novo Espaço Jorge Ben Jor

 

A NOVA INAUGURAÇÃO

Ainda não há data para inauguração. Sergio nos fala que obra pública é complicada para ter uma data para inaugurar. Mas nem por isso a ONG Subúrbio Carioca não está preparando a nova inauguração. Claro que a presença do padrinho Jorge Benjor é esperada. Mas existem outras atrações para essa inauguração. Sergio nos conta que o cineasta francês BENJAMIN RASSAD, que vai trazer o também francês VICENT MOON, maior captador de imagens e som do mundo para documentários, fará um documentário sobre a vida de Jorge Benjor e isso vai acontecer em 2014 com fechamento na Copa do Mundo. E a ideia é fazer algumas filmagens do documentário na inauguração do Espaço Cultural Jorge Benjor.

 

Planta do novo Espaço Jorge Ben Jor

 

 

O novo Espaço Cultural JORGE BENJOR

Em relação ao antigo Espaço, Sergio nos conta que perdeu muito em relação à área. No antigo cabiam 2000 pessoas, neste novo Espaço Sergio acredita que possa receber cerca de 600 pessoas bem acomodadas. Fala com a experiência de quem já administrou a lona cultural Carlos Zéfiro em Anchieta, a lona cultural Hermeto Pascoal em Bangu e o próprio Espaço Cultural Jorge Benjor. Perderam em área, mas ganharam um espaço com acessibilidade para cadeirantes nos com banheiros, com infraestrutura nova, com paredes com isolamento acústico, é mais fácil para trabalhar com a vizinhança, não vai incomodar tanto, um espaço mais aconchegante, com estrutura melhor para receber os artistas, para desenvolver os cursos e oficinas, para receber os alunos, a própria comunidade com suas ações aqui dentro do bairro, vai ficar mais fácil recebe-los, maior conforto.

-Não adianta ter um espaço com uma capacidade imensa e não consegue receber as pessoas com conforto.

 

Sergio Abraao Barreto nostra como será a configuração do novo Espaço

 

A DATA DA INAUGURAÇÃO

Indagamos se o Espaço vai ser inaugurado em 2013, o que foi confirmado por ele. Tudo está sendo preparado para fevereiro. Sergio acredita que seja no final fevereiro o término da obra, e gostaria que a inauguração fosse feita no dia 23 de março, aniversário de Jorge Benjor, o que segundo ele, seria um prazer para si próprio e para o próprio Jorge Benjor se fosse neste dia. De qualquer forma eles estão preparados para a inauguração se dar no primeiro semestre de 2013 e da forma que explicou Sergio Abraão, ZINHO nesta entrevista ao Realengo em Pauta.

Fotos: LUIZ FORTES

Esta postagem é um Oferecimento de:

 

 

Atendimento Seletivo nas UPA´s de Realengo.

 Deu no Blog Pró-Realengo

UPA Magalhaes Bastos – Jardim Novo

Atendimento Seletivo nas UPA´s de Realengo.

Parte superior do formulário

Rio 03/12/2012.

O blog Pró-Realengo tem  recebido diversas reclamações a respeito do atendimento das UPA. E com relação à do Jardim Novo que leva o nome de “Magalhães Bastos” localizada na Estrada Manoel Nogueira de Sá. Separamos estas duas reclamações que se observarmos bem tem relação uma com a outra… Parece que é feita uma triagem ou filtragem como disse a leitora, e num rápido atendimento um diagnostico é dado e liberado o paciente para que volte para casa, dizendo que não é nada grave?

UPA Magalhães Bastos – Jardim Novo.

Qual seria o critério para a avaliação dos pacientes?

Vejam duas reclamações com  menos de 15 dias uma da outra.

Em : 22/10/2012 14:26 nossa leitora Patrícia comentou no blog. : O UPA de Magalhaes precisa ser vistoriada os médicos estão se negando a atender os pacientes fiquei muito chateada, pois minha mãe é diabética e estava com a glicose 386 eu acho que vocês (sic: o blog) deveriam fiscalizar isso, pode ver que este UPA e o mais vazio pois eles já embarreiram os pacientes para não atende-los.

Em : 03/11/2012 11:22 nossa leitora Melinda comentou no blog. : Fui no dia de hoje, (03/11/2012) levar meu filho de treze anos com dor de cabeça forte e com febre alta, antes de sair de casa o mediquei com dipirona, chegando ao UPA do Jardim Novo com 37 e meio de febre, pois a dipirona estava fazendo seu efeito. A pressão foi aferida e constava 13/9. Simplesmente o enfermeiro que o atendeu disse que ele não tinha nada, que estava sem febre, mas no termômetro contava 37 e meio, graças ao meu remédio. E que só tinha um medico atendendo as pessoas que estavam internadas, e que não poderia me atender, nos dispensando a seguir. Voltei para casa com meu filho com a pressão alterada, temperatura alterada, dores. De cabeça, sem nenhum atendimento.

Espero que seu estado não piore, pois irei até os jornais denunciar esta falta de respeito com o cidadão que paga seus impostos em dia e não tem direito a ter um atendimento a um hospital com tanta referencia como diz nosso digníssimo prefeito Eduardo Paes. E encaminhei então para a Clinica  da Família que fica ao lado (sic:João Cribbin) e tive a mesma resposta da atendente, que não tinha medico para o atendimento, isso tudo ocorreu entre 08:00 e 09:00 da manha. Melhor fechar as portas!!!!!!

Aproveitamos para pedir as autoridades que informem melhor a população sobre  o processo seletivo para fazer parte do quadro de funcionários das firmas que contratam ou da Organização social (OS) que administra as UPA’s, pois são inúmeros os pedidos de informações e reclamações da dificuldade para trabalharem nas mesmas, pois mesmo tendo QP (Qualificação Profissional) para esta ou aquela profissão e ainda morando no próprio bairro deveriam ser levados em consideração. Sabemos de profissionais de outras Unidades,  que trabalham em bairros distantes??

www.pro-realengo.com.br

UPA Magalhães Bastos – Jardim Novo.

Qual seria o critério para a avaliação dos pacientes?

Vejam duas reclamações com  menos de 15 dias uma da outra.

 Em : 22/10/2012 14:26 nossa leitora Patrícia comentou no blog. : O UPA de Magalhaes precisa ser vistoriada os médicos estão se negando a atender os pacientes fiquei muito chateada, pois minha mãe é diabética e estava com a glicose 386 eu acho que vocês (sic: o blog) deveriam fiscalizar isso, pode ver que este UPA e o mais vazio pois eles já embarreiram os pacientes para não atende-los.

 Em : 03/11/2012 11:22 nossa leitora Melinda comentou no blog. : Fui no dia de hoje, (03/11/2012) levar meu filho de treze anos com dor de cabeça forte e com febre alta, antes de sair de casa o mediquei com dipirona, chegando ao UPA do Jardim Novo com 37 e meio de febre, pois a dipirona estava fazendo seu efeito. A pressão foi aferida e constava 13/9. Simplesmente o enfermeiro que o atendeu disse que ele não tinha nada, que estava sem febre, mas no termômetro contava 37 e meio, graças ao meu remédio. E que só tinha um medico atendendo as pessoas que estavam internadas, e que não poderia me atender, nos dispensando a seguir. Voltei para casa com meu filho com a pressão alterada, temperatura alterada, dores. De cabeça, sem nenhum atendimento.

   Coluna:  deu no blog…. por Luiz Fortes

Luiz Fortes morador da rua do Imperador, lado Sul - Criador e administrador do blog Pró-Realengo

Luiz Fortes morador da rua do Imperador, lado Sul – Criador e administrador do blog Pró-Realengo

 

 

 

 

 

Está postagem foi oferecida por

 

NOSSO JOAO CRIBBIN- HOMEM DE NOSSA REGIÃO

NOSSO JOAO CRIBBIN- HOMEM DE NOSSA REGIÃO

Em época eleitoral poderia escrever muita coisa. O mensalão do PT, o tempo de propaganda eleitoral do Eduardo, a aliança dos Maias e Garotinhos. As placas de propagandas que poluem o visual de nossa zona oeste ou os carros de som que

Padre João Cribbin

Padre João Cribbin – reprodução do site da Arquidiocese do RJ.

irritam as pessoas.

Decidi escrever sobre o Pe. João Cribbin que durante 4 décadas esteve a frente da paroquia de São Jose em Magalhães Bastos. Poderíamos nos ater ao imenso trabalho pastoral que lhe foi confiado pela Arquidiocese. Mas este irlandês foi muito mais além de que poderiam esperar os seus paroquianos.

O Pe. João Cribbin foi um excelente exemplo de como devemos nos portar quando o assunto é Cidadania. Cidadania tem como base a educação. Através da educação que conquistaremos a cidadania. Através da educação é que alcançaremos a ética nas atitudes. E através deste tripé: educação, cidadania e ética é que poderemos modificar nossa sociedade.

O homem João Cribbin foi exemplo, pois junto ao exercício do sacerdócio, ele soube mostrar as pessoas qual a importância da educação. Incansável na luta para melhor o nível da escola na nossa região foi o grande apoiador da luta popular do movimento Pró-escola técnica de Realengo.

Ele poderia ser um grande incentivador e divulgador dessa luta. Teria um papel na historia. Mas ele foi muito, além disso. Arregaçou as mangas e não mediu esforços para cobrar dos políticos da época compromisso com o anseio de nossa população. Era firme nas cobranças para que a escola técnica saísse do papel.

Mas muito mais ação o nosso João Cribbin faria por esse projeto. Abriu os espaços da Igreja para que lá funcionasse o Colégio Pedro II. Nunca esmoreceu diante das dificuldades e através de sua ação incisiva trouxe para a população local não uma escola. Mais um legado que coloca Realengo no caminho de uma excelência educacional. Devido a sua luta temos hoje o campus Realengo do IFRJ e o Complexo do Pedro II.

Muitas outras lutas serão travadas para aumentar as ofertas de educação gratuita e de qualidade em nossa região. Mas agora sabemos que nos faltará o grande homem a nos guiar. Um ano completou que esse grande homem nos deixou, cabe a cada um de nós não deixar morrer o legado deixado por ele. Lutaremos pela

unidade do hospital-escola e unidades de saúde que o movimento Pró-escola de Realengo tem e que sempre teve o apoio do grande homem que foi Padre. João Cribbin (29/10/1936-10/09/2011).

Conheçam mais sobre este homem:

http://arquidiocese.com.puc-rio.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=3250&sid=39 

Marcelo Queiroz - Morador do Parque Real - lado sul

Marcelo Queiroz – Morador do Parque Real – lado sul

 

Coluna Ética e Cidadania por MARCELO QUEIROZ