A CULPA É DA DILMA! A CULPA É DA DILMA!

A CULPA É DA DILMA! A CULPA É DA DILMA!

Nossa Zona Oeste não é vista pelos governantes. Curral eleitoral de um grupo, os suburbanos são bem lembrados na época da eleição e até exaltados, depois esquecidos e até mal tratados. Mas a culpa é da Dilma! Nosso Jornal tem feito cobertura das “visitas” de nosso alcaide Eduardo. Elas são mais contumazes no período que antecede as eleições e sempre inaugurando algo que ainda não está totalmente pronto. Mas a culpa é da Dilma! Nosso transporte está caótico e muitas linhas sumiram. 739. 869, 370, 894, 742. 921 e 923 entre outras. Mas o prefeito fala que o BRT vai melhorar tudo. Mas a culpa é da Dilma. Nossos vereadores que deveriam fiscalizar os contratos como o do consorcio Santa Cruz nada fazem ou fazem teatro. Mas a culpa é da Dilma! Aqui na Zona Oeste os ônibus são carroças diferentes dos que atendem a Zona Sul da cidade. É a cidade partida como dizia Zenir Ventura. O preço é o mesmo cobrado, mas nosso povo é tratado como gado. Também os vereadores não usam transportes públicos. Mas a culpa é da Dilma! Estamos em tempo de operação lava-jato e sabemos que essa inércia do poder público em relação a transportes está diretamente ligada ao lobby que as empresas exercem sobre os mandatos dos parlamentares. Mas a culpa da Dilma! Numa recente avaliação foi constatado que os ônibus da Zona Oeste são os piores da cidade. Nenhuma novidade para nós que aqui moramos e dependemos dos coletivos que carregam o povo do subúrbio. Mas a culpa é da Dilma! Neste mês de Abril não poderíamos deixar de falar na tragédia dos 12 anjos de Realengo. Falando em Cidadania e falando em direitos quais as providências tomadas pelo prefeito para minimizar a possibilidade de uma tragédia dessas voltar a acontecer. Preocupa-nos quando vemos que milhares de porteiros foram

Marcelo Queiroz - Morador do Parque Real - lado sul

Marcelo Queiroz – Morador do Parque Real – lado sul

dispensados. Ora, eles foram contratados em resposta ao massacre da Escola Tasso da Silveira e se foram dispensados é por causa de quê? Desnecessário? Ou descaso depois de passados 4 anos do ocorrido. Outro ponto nos chama atenção: o prefeito tão obreiro como este nega uma melhoria na Praça Piraquara para que lá seja colocada uma homenagem aos nossos anjos. Mas a culpa é da Dilma! Não custa lembrar as próximas são para prefeito e vereadores. Temos que estar atentos para escolher de fato uma mudança para melhor.

 

 

4 anos de saudades

Adriana Silveira, presidente da Associação dos Anjos de Realengo e mãe de Luiza Paula,
nos faz um relato destes quatro anos de saudade e da luta das mães dos Anjos de Realengo.

É uma luta desigual, mas a luta continua e contamos com o apoio da população que

sempre esteve ao nosso lado, e continua mandando uma palavra de conforto uma palavra
de carinho e isso tudo nos ajuda a se manter de pé, pois vivemos de altos e baixos e IMG_20150305_110422279_HDR IMG_20150305_110230760_HDRquando uma mãe está mais fraquinha vem outra e ajuda e vice e versa.

Hoje lutamos não mais pelos nossos filhos, mas pelos filhos
de nossos amigos e vizinhos por todas as crianças de nosso
país. Queremos o direito de botar nossos filhos dentro da
escola e ter a certeza de que vamos voltar e pegá-los com
vida, pois a situação da segurança das escolas está precária, os vigias e porteiros já foram
retirados, ficaram  durante três anos e agora todo já foram mandados embora,uma solução IMG_20150305_092851057_HDR IMG_20150305_092847251_HDR (1) IMG_9816temporária.

IMG_20150305_122315414_HDR

 

 Homenagem aos Anjos.

E nós estamos pra receber uma homenagem em forma de estátua em tamanho real aqui em Realengo, e já que Realengo está pra fazer 200 anos, que possamos receber
este presente, em uma praça digna, uma praça legal, onde nossas crianças possam ir, brincar com segurança. Mas estamos sem local definido, optamos pela praça
Piraquara que é uma praça de fácil acesso a tudo, é bem visível enfim, mas estamos enfrentando o dilema que a nossa prefeitura se recusa a cobrir parte do Rio
Piraquara (atualmente o rio a divide). Assim ficaria uma praça única e mais segura, como já foi feito em outro rio no mesmo bairro, portanto é viável; juntamente com uma reforma, pois como hoje está nem podemos chamar de praça e sim logradouro público, tanto as
crianças quanto os 200 anos do bairro merecem uma nova praça.

PORTEIRAS DEMITIDAS PARTICIPAM DE MISSA DOS ANJOS

Conversamos com as porteiras Fátima Trota, Rosângela e Vilma Virgílio, que trabalharam na rede municipal de ensin, e que participaram da missa em memória dos anjos. Elas nos contaram que foram contratadas para trabalhar nas portarias logo após a tragédia da Escola Municipal Tasso de Oliveira. Passaram por um curso realizado na Guarda Municipal, que tinha cerca de 3 mil porteiros, e que passados 3 anos foram todos esses demitidos, ficando as portarias desguarnecidas e entregue a pessoas com desvio de função. Perguntam as porteiras como fica a segurança das escolas já que elas eram responsáveis pela entrada e saída, atendimento a estranhos, mantendo sempre os portões da escola trancados.

“Assim, as nossas crianças iam estudando com tranquilidade, os nossos diretores podiam trabalhar com tranquilidade. Os agentes educadores podiam ir para o serviço deles, que é circular pelas escolas e auxiliar os professores nos corredores. O secretário escolar podia ajudar o diretor na área administrativa, e a gente fica ali naquela parte.” – disse Vilma Virgílio, que trabalhou na Escola Municipal Ema Negrão de Lima, e indagou à secretária Helena Bomeny o porquê das porteiras não serem consideradas qualificadas, como teria afirmado a secretária, uma vez que passaram por curso realizado pela própria prefeitura. “O que será preciso acontecer? Uma nova tragédia?”

O carnaval acabou, e o ano começou de fato …

Nestes últimos dias tenho avaliado de como a minha vida é boa, e agradeço a Deus, cada dia que ele me proporciona, que me dá de presente a convivência familiar, e na descoberta de novos amigos, sem esquecer-se daqueles que são e sempre serão os amigos do dia a dia…

Tenho uma necessidade tamanha em estar presente na vida de cada pessoa que gosto e que tenho afinidade, e quando não consigo uma aproximação direta, tento de várias formas, mostrar interesse na vida daqueles que poderão vir a se tornar uma nova amizade, um novo começo, um novo inicio de algo que possa reder algumas boas gargalhadas ou simplesmente um carinho, quer seja de uma palavra amiga ou uma presença em nossas vidas.

Faço isso sem pretensão de buscar uma aproximação visando algo material, e sim uma amizade sincera, onde a preocupação com o outro deve ser respeitada à medida que ela nos dá chance de uma nova aproximação, sem nos tornarmos chatos. Tenho tido algumas decepções neste caminhar, mas sempre me surpreendo com aquilo que Deus nos dá todos os dias, na busca de algo melhor para nossas vidas, e sempre encontro na hora certa, o que necessitava, aquilo que era o que procurava como resposta as minhas preocupações de homem adulto e provedor de uma família. Digo isso por que o ser humano tem se deteriorado muito em seus valores, e já não se encontram mais, ou raramente se encontram, pessoas de índole boa, de caráter, que agem segundo uma ética e sua conduta moral.

Os valores hoje estão muito pobres, e é somente isso que encontramos como exemplo, todos os dias, nas ruas, no nosso cotidiano, nos jornais, na televisão, na mídia em geral. As pessoas só estão preocupadas com elas mesmas, com o seu próprio umbigo, e a falta de cultura, de um folclore, de uma tradição, de uma família com princípios, e principalmente de fé, fazem do ser humano, um asco de pessoa. Não vejo vontade de transformação naqueles que já estão acomodados com essa situação de ruim com ele pior sem ele, quer seja politicamente ou na sua própria casa.

A ignorância tem sido o tom daqueles que se vangloriam por viver um momento onde a selvageria predomina momentaneamente as casa dos brasileiros. Os valores se deterioraram, e a cada dia vemos uma transformação na sociedade para pior, buscando sempre vantagens pessoais, onde a coletividade não tem prioridade, e que se lasque, pois ela é que propiciou essa situação, então que ature as suas próprias decisões. E não há luz no fim do túnel que nos de esperança de algo melhor.

As novelas só passam coisas que nos dão nojo, como irmão que mata irmão, que rouba da mãe, e muitos outros exemplos que nos fazem mal, até mesmo para escutar um radio dentro de casa, fica difícil porque a mídia está comprada e só falam o que lhes é permitido falar, com raras exceções.

Vamos ter uma caminhada geral no dia 15 de Março, buscando mudanças neste cenário politico e social, pois aqueles que anseiam por mudanças estão cansados de ver tanta patifaria, sem que aconteçam de fato mudanças significativas na vida de todos os cidadãos. Que aqueles que estão lá em Brasília, nos estados e municípios, por nossa culpa, verifiquem que a coisa está pra lá de ruim. E que a punição deva ser mais contundente como resposta a tanta ganancia, a tanta desumanidade gerada pela falta de escrúpulos em se conseguir o que quer a qualquer preço. A vida ficou muito cara para se manter, e até mesmo para se morrer está caro, e continuar a ficar vivo significa sofrimento e angustia. Não se encontra saúde, educação e proteção policial em nenhum lugar do Brasil, a não ser que se pague caro para se ter essa qualidade de vida, e mesmo assim ao saírem de seus condomínios de luxo, vão se deparar com a dura realidade aqui fora, onde cada um está por si, e salve-se quem puder.

O Carnaval acabou, e o ano começou de fato…

Algumas escolas voltaram a funcionar, outras não. Algumas greves acabaram e outas estão somente começando. O trânsito está cada dia pior e mais violento, e a cada dia, se bate o recorde de engarrafamento, de carros parados num enorme transtorno a todos que necessitam se deslocar para o trabalho ou para a vida em geral, então vamos “ORAR” um pouco mais, e pedir a “Deus”, em sua infinita bondade, que nos proteja e que traga luz aqueles que possam mudar esse cenário caótico do nosso dia a dia.

Entrevista com Bruno Pereira Voghoan, administrador da sub-sede Piraquara, vertente norte do Parque Pedra Branca.

UB 047

Administrador Sr: Bruno

Bruno Pereira Voghoan, administrador da sub-sede Piraquara, vertente norte do Parque Pedra Branca.

 

RP: Quais atrações que a sub-sede oferece aos visitantes?

BV: Temos o Aqueduto que liga o Guandu até o Jardim Botânico, na Zona Sul, que tem três pontos visíveis: Viegas, aqui na sub-sede Piraquara, e na Estrada do Catonho. Por cima dele, quando o tempo está aberto é possível ver o Dedo de Deus, abaixo dele temos a parede de escalada artificial onde é possível fazer rapel. Temos duas piscinas naturais que agora por falta d’água, estão quase não existindo, já que estão com a vazão bem diminuída devido à falta de chuvas. Temos o parquinho para crianças com alguns brinquedos e as trilhas que existem no parque todo, Aqui temos três principais trilhas principais. Temos o livro de trilhas, e as pessoas podem procurar os guardas parques para fazê-las.

RP: Como é feita a segurança no Parque?

BV: Especificamente temos a Polícia Ambiental e o grupo de guardas parques. Melhorou bastante com a vinda da Polícia Ambiental, reduzindo muito o consumo de drogas, que era relatado por moradores antes da reabertura do parque.

RP: Nossa reportagem viu resíduo (lixo) que polui o parque. Existe algum trabalho de conscientização para os frequentadores?

BV: Temos placas indicativas para atitudes que não gostaríamos de ter aqui no Parque. O principal para nós é não colocar fogo. Não fazer churrasco, acender vela. O trabalho também dos guardas parques que procuram alertar sobre tudo para lixo e não permitimos garrafas de vidros ou animais domésticos que são proibidos em todo o parque e não somente na sub-sede Piraquara.

RP: O acesso ao parque é difícil, sem uma linha regular de transporte público. Qual o porquê de não se poder adentrar o parque de automóvel?

BV:  É uma determinação antiga até por não ter espaço físico para estacionamento. O que acontece desde 2 anos atrás é um movimento de 800 pessoas, e no sábado ou domingo cerca de 1000, não havendo espaço para todos. A autorização é para pessoas com restrições de locomoção. Nossa entrada de 450 metros faz parte da caminhada. Houve caso até de a ambulância da Samu teve dificuldade de entrar devido a carros estacionados na entrada do parque.

RP: E bicicletas porque são proibidas?

BV: Não. Bicicletas são permitidas sim e o parque tem um Bicicletário. A proibição quanto a bicicletas é somente nas trilhas para evitar a degradação das mesmas.

RP: Quais são os maiores problemas quanto a depredações que acontecem no parque?

BV: As maiores degradações são as pichações e os atos de vandalismo como a depredação de torneiras e ouros equipamentos do parque.

RP: Por ser uma área verde, vocês sofrem com focos de incêndios, nos fale sobre isso?

BV: Os focos de incêndio aconteciam de junho a setembro, hoje com as mudanças na natureza e a diminuição das chuvas e estamos indo para segundo ano com focos de incêndio nos meses janeiro e fevereiro numa época que sempre foi de chuva e quase não tínhamos incêndios. Praticamente estamos tendo um ano de focos de incêndio.  E este vertente norte, aonde as nuvens de chuvas não chegam, param na outra vertente, sendo a vertente norte mais quente e mais seca. O combate ao incêndio é cansativo e o acesso ao foco de incêndio também é cansativo, pois levamos um saco postal com 20 litros e mais o abafador. Acontece muito incêndio criminoso, sendo que balão diminuiu bastante, a maioria dos focos hoje em dia é resultante da queima de lixo ou de solo, para troca de plantação.

RP: E quanto a invasões a área do parque tem ocorrido?

BV: Não só nesta área da sub-sede como na área do parque todo, temos pontos específicos como Vargem Grande, Rio da Prata, aqui em Realengo tem acontecido bastante e recentemente tivemos na Boiúna, que teve repercussão na imprensa.

O Administrador Bruno Vogan nos informou que depois do Carnaval haverá obras, que já estão em andamento em Camorim, com várias reformas na sede e nos equipamentos do Parque.

Ataque ao IFRJ Campus Realengo

parque verde 01Uma tragédia anuncia e quantas delas acontecem. Na nossa edição de Dezembro levantamos a mais nova luta da sociedade de Realengo. O Parque Verde no antigo terreno da fabrica de cartuchos ao lado IFRJ Campus Realengo.

Na reportagem mostramos o abandono do terreno e sabemos que tudo que está abandonado é uma porta aberta para o consumo de drogas. Hoje no início da noite o IFRJ Campus Realengo foi atacado por usuários de drogas. Atiraram pedras e quebraram vidraças do instituto. Chamado ao local o Exercito alegou que o terreno pertence a Poupex. E a nossa pergunta é o que fazer ou quem chamar num momento destes.abandono 01

O povo já decidiu que quer a revitalização da área para fins de lazer. O poder público não se faz presente e dificulta o povo organizado de levar sua bandeira a frente porém é ineficiente em gerir o espaço com o mínimo de segurança.

O verde que queremos e queremos logo. Não ao condomínio e não a derrubada do verde que nos traz  como consequência  a escassez de água. Quem está atras deste interesse.10934725_1592577484310496_1294038629_n10937403_1592577814310463_383852008_n 10956094_1592577680977143_682340034_n

DE NORTE A SUL “IN LOCO”

Rede de Esgoto sendo finalmente implantada.

logo bussula

A Foz Águas 5 promoveu Reunião com lideranças comunitárias e mídias locais, para apresentar e explicar detalhadamente os serviços em execução na região.

fozagua07

No dia 10 de outubro, na ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Deodoro, o setor de comunicação da Foz Águas 5 reuniu lideranças comunitárias e a imprensa local (jornais, blogs ou sites de notícias), e a população em geral, para interagir, tirar dúvidas e receber diversas reclamações relacionadas a água  e esgoto. Foi preparada esta apresentação para que entendêssemos e transmitíssemos aos moradores as explicações da empresa.

O engenheiro Cristiano Galvão afirmou que o serviço que está sendo executado é da responsabilidade do Município. Essa explicação deveu-se ao fato de muitos acharem que, como a CEDAE está ligada ao Estado, a Foz Águas também estaria, o que não é o caso.

fozagua06

Milhões de pessoas residem na Zona Oeste, onde 10 ETEs estarão em funcionamento em um prazo de 10 anos. Esta região é dividida em duas fluentes baías, que são a de Guanabara e a de Sepetiba. Segundo o engenheiro, a empresa pretende estar coletando 50% do Esgoto e fazendo o tratamento de 5% do mesmo nos primeiros 5 anos. Esse trabalho inicialmente estará focado nas ETEs Sarapuí e Marangá.

Com relação à rede que está sendo implantada, o tamanhos de cada encanamento será proporcional ao que se recolhe, ou seja casa , transmissor e receptor principal terão tamanhos diferenciados. Os das casas iniciam com 150 milímetros de largura.

Foi levantada a questão na plateia com relação à recomposição das calçadas que estão sendo danificadas para a obra. A assessoria e imprensa relatam que onde existem obras do Bairro Maravilha Oeste, a recomposição das calçadas será básica, no padrão da prefeitura, como era antes da obra, o que é obrigação da concessionária.

fozagua 5660

A Foz Águas 5 já esta em operação a dois anos e tem contrato de 30 anos para implantar toda uma rede, que não existia, por isso, relatou o engenhiro. esses problemas iniciais. Ele declarou ter a certeza que após a implantação, tudo vai funcionar muito bem, pois foi muito bem planejado.

fozagua05

Em relação ao pagamento, Cristiano Galvão explicou que a cobrança é feita pela Foz Águas 5 e repassada à CEDAE, que é a responsável pelo fornecimento.

Com toda essa rede implantada em funcionamento não poderá haver despejo de águas pluviais na rede própria para esgoto, ou seja será utilizada a rede antiga para este fim, e dentro das residências será necessário que a distribuição dentro das casas seja feita separadamente ou seja somente direcionar para o terminal instalado na calçada do cliente o que for esgoto. O que não for, será encaminhado com atualmente para as redes pluviais indo para os rios.

Exemplo: água de chuva, e da limpeza da casa etc.

Nas ETEs são feitos tratamentos biológicos tornando possível o reuso da água, conforme pudemos constatar durante a visita a um dos tanques.

Luiz Fortes para o Pró-Realengo

fozagua01

PARABÉNS REALENGO PELOS 199 ANOS!

Hoje é festa no Real Engenho! Viva! O feriado nesta côrte é por outro motivo. Em memoria a Zumbi dos Palmares. mas comemoramos hoje mais um aniversário de nosso bairro. Este jornal foi fundado em 2011, mas seus fundadores e editores estão em terras realengas a mais de 4 décadas, vimos funcionar aqui o percursor do nosso jornal, A Voz de Realengo do jornalista Aloysio Fialho e  o sistema de som que anuncia as noticias da Voz de Realengo. Nestas décadas também no horário de missas de crianças nas nossas igrejas. A minha em especial marcada pelas missas de Realengo não podemos deixar de lembrar nossa Infância. Do grupo de escoteiros, escalados nas paroquias do bairro como a São Jose Operário, Nossa Senhora das Graças e Nossa Senhora da Conceição. Esta igreja faz parte de minha vida antes mesmo de eu nascer, pois foi lá que meus pais se casaram. Aliás, a igreja matriz trás outras lembranças de tempos áureos do bairro. Daqui saiu um padre virou nome de bairro por tudo que fez aqui, Monsenhor Miguel de Santa Maria Mochon, o Padre Miguel . Outro que se tornou Bispo mais recentemente, Dom Lessa. Lá tinha a maior diversão do bairro, o parque da boneca Eva. Tínhamos o cine-teatro Realengo. Tínhamos o futebol tanto no Realengo F.C e no Cruzeiro F.C além do CRIR onde matines de carnaval faziam a alegria dos foliões e as noites de baile de rua no Coletivo de Realengo. Não deixaria de citar a Fabrica de Cartuchos de Realengo e o esvaziamento com a transferência para Resende. Terrenos abandonados , mal aproveitados. Mas o povo se organizou num movimento chamado movimento Pro – Escola Técnica de Realengo. O fruto da luta de mais de 2 décadas está sendo colhido agora. O campus do Colégio Pedro II em Realengo e o campus do IFRJ revitalizam áreas antes sem uso. Nossa tristeza é uma noticia ruim que passou as fronteiras do nosso País, o massacre de Realengo. Queremos trazer notícias boas para o nosso bairro. Mas neste 20 de Novembro trazemos a tristeza de constatarmos que o aniversário do bairro passou em branco. Outrora tivemos a semana de Realengo aprovada pelo Ex-vereador Rubens Andrade no projeto de lei número 2138/2000. Percebemos que como o passar do tempo, não existiu um calendário oficial para esta semana, nem mesmo a Região Administrativa tem essa preocupação. Cobrimos uma iniciativa da Câmara Comunitária de Realengo que preocupou-se realizar um evento em 2011. A cultura aqui floresce nos Saraus em terras realengas e nas atividades de gente bamba como Maria Realenga e Lata Doida. Um bairro que é tão cobiçado nas eleições fica esquecido quando a apuração acaba. Mas um dia isso muda, temos Fé que sim. Parabéns, Realengo! Parabéns Real Engenho! Jamais seremos terras realengas no sentido pejorativo, pois a grandeza deste povo é imensa! Somos todos príncipes e princesas de uma linda côrte! Parabéns meu bairro querido!

MARCELO QUEIROZ – EDITOR DO REALENGOEMPAUTA

Marcelo Queiroz - Morador do Parque Real - lado sul

Marcelo Queiroz – Morador do Parque Real – lado sul

Nota no nosso Facebook em 20/11/2014

 

Colégio Pedro II : Campus Realengo inaugura Teatro

Publicado em 3 de dezembro de 2014 por Realengo em Pauta

Teatro Bernardo de Vasconcelos

Teatro Bernardo de Vasconcelos

No dia  02 de Dezembro a comemoração pelos 177 anos do Colégio Pedro II, em uma belíssima cerimonia realizada no Campus Realengo mas quem acabou ganhando um presente foi o bairro de Realengo, Com a inauguração do Teatro Bernardo Pereira de Vasconcelos. A conclusão do teatro marca o encerramento da implantação do Campus Realengo que se iniciou em 2006.

colpedroIiteatro201

Esta cerimonia contou com a presença do  Reitor Oscar Halac, da ex Pro-reitora Vera Maria Ferreira Rodrigues e o Diretor Geral do campus Realengo II Miguel Villardi, dos professores, alunos, funcionários e autoridades convidados. O local escolhido para o projeto  é um prédio construído em 1918 para abrigar a usina termoelétrica  da antiga fábrica de cartuchos. O teatro teve projeto arquitetônico do ex- aluno do Colégio Pedro II professor Jose Dias. A solenidade de inauguração contou com discursos do Reitor Oscar Halac e da Professora Vera Maria. A fita de inauguração foi cortada por duas alunas da unidade. Uma representando o Pedrinho e outra representando a Alfabetização de Adultos (EJA).

colpedroIiteatro501 colpedroIiteatro601 colpedroIiteatro301

A cerimonia iniciou com a entrada da fanfara do Colégio Pedro II, sendo precedido pelo pelotão da bandeira, sendo executado o hino nacional e o hasteamento das bandeira do Brasil do Estado do Rio de Janeiro e do Colégio Pedro II.

Já dentro do Teatro o Diretor Miguel fez uso da palavra e deu inicio a apresentação do dia. As apresentações de inauguração ficaram a cargo de alunos e professores do Colégio Pedro II sendo iniciada com os alunos do Pedrinho apresentando o hino da Educação Infantil. O Coral do Campus Realengo II apresentou para o publico sua belíssima afinação. Depois os professores  Roberto Stepheson (sax) e Daniel Costa (violão) tocaram “Assanhado”, de Jacob do BandolimFelipe César e o professor Leonardo Masquio (violão) apresentaram “Sábado em Copacabana”, de Caymmi. A Orquestra de Flautas de Realengo tocou um forró de autoria do professor Stepheson . O Coral do Campus Realengo II encerrou o evento com  ”Prece ao Vento”, musica  do repertorio de Dorival Caymmi, e “Aleluia”, de Handel.

colpedroIiteatro701colpedroIiteatro901 colpedroIiteatro401colpedroIiteatro801

colpedroIiteatro1101

 

 

 

colpedroIiteatro1001

Rio Catarino no aguardo de obras e não de paliativos

Solicito a intervenção URGENTE na obra que está sendo realizada sobre a passagem das águas do RIO CATARINO, localizado à Rua Bernardo de Vasconcelos, esquina com Rua Vieira do Nascimento, ao lado do Colégio Mun. Gil Vicente, no bairro de Realengo – Rio de Janeiro – RJ.

MOTIVO: ESSE RIO É CAUSADOR DE INÚMERAS ENCHENTES E INUNDAÇÕES, PARALISAÇÃO DO TRÂNSITO, CASAS INVADIDAS PELAS ÁGUAS FÉTIDAS E DOENTIAS, CARROS BOIANDO, NÃO SE PODE SAIR OU CHEGAR… ( IR E VIR) ENFIM É UM SERÍSSIMO PROBLEMA PARA O BAIRRO E OUTROS BAIRROS VIZINHOS, JÁ QUE NÃO SE PODE ATRAVESSÁ-LO QUANDO ESSE RIO SOBE.

OBRA: ESTÁ SE DEMANDANDO MATERIAL, FERRAMENTAS, TEMPO, DINHEIRO… PARA SE FAZER A MESMA COISA DE ANTES (QUEBROU-SE A ANTIGA E SE FAZ A MESMA COISA, COM A MESMA ALTURA, LARGURA, A BASE É DE PEDRA DE MÃO ANTIGA).

É UMA SACANAGEM, DESCULPEM O TERMO, É UM ABSURDO O QUE ESTÁ SE FAZENDO, UMA VEZ QUE ESSA OBRA NÃO IRÁ RESOLVER OS TRANSTORNOS DAS ENCHENTES, POIS A PONTE É BAIXA, ESTREITA E IRÁ RETER O FLUXO D´ÁGUA COMO ANTES, CAUSANDO  CONSEQUENTEMENTE AS ENCHENTES.

POR FAVOR, SOLICITAMOS EU, E OS MORADORES DO BAIRRO, UMA SUPERVISÃO IMEDIATA PARA ESSE ABSURDO, POIS JÁ FIZEMOS INÚMERAS RECLAMAÇÕES À PREFEITURA, MAS SÓ HÁ RESPOSTAS SEM SOLUÇÃO (DESCASO)!!

EM TEMPO: A obra não tem placa, não sabemos quem a realiza, é um absurdo quem permite, assina e projeta uma coisa dessas. É UMA OBRA QUE NÃO IRÁ SERVIR DE NADA PARA A REAL SOLUÇÃO DAS ENCHENTES E INUNDAÇÕES CAUSADAS PELO RIO CATARINO EM REALENGO.

É DE URGENCIA UMA CONSTRUÇÃO MODERNA, QUE DEIXE ATRAVESSAR O FLUXO COM SUA VAZÃO D´ÁGUA E NÃO A INTERCEPTAÇÃO DAS ÁGUAS. GRATO.

ESPERO NÃO SOFRER REPRESÁLIAS PELA MINHA PARTICIPAÇÃO COMO CIDADÃO QUE CRITICA, SUGERE E DEFENDE O BAIRRO ONDE MORA, E ACIMA DE TUDO COLABORADOR, CIDADÃO, DO MEU MUNCÍPIO. SDS. ( EM 26/06/2013)

EM 19/07/2013 – VOLTO COM O ACIMA EXPOSTO E ACRESCENTO QUE NÃO FOI TOMADA NENHUMA PROVIDÊNCIA, SOBRE A SOLICITAÇÃO ACIMA.  A OBRA ESTÁ QUASE TERMINADA, PORÉM ALÉM DE NÃO SOLUCIONAR OS PROBLEMAS DAS ENCHENTES, FOI CRIADO OUTRO PROBLEMA PARA NÓS MORADORES, UMA VEZ QUE NA METADE DA PONTE,  APARECEU  UM VAZAMENTO DE ÁGUA, ONDE PASSA UM CANO DA CEDAE QUE ABASTECE UMA PARTE DO BAIRRO.

NÃO HÁ MOVIMENTO DE TRABALHADORES, JÁ FOI RETIRADO O CONTAINER QUE SERVIA DE APOIO A OBRA, ENFIM; MAIS UMA VEZ NADA SOLUCIONADO E DEIXARAM MAIS UM PROBLEMA.

EU COMO OUTROS MORADORES QUEREMOS PARTICIPAR POSITIVAMENTE DOS PROBLEMAS DO BAIRRO, MAS ME PARECE QUE NÃO EXISTE DISCERNIMENTO JUNTO AOS RESPONSÁVEIS POR ESSA OBRA NEGATIVA.

EM 25/07/2013, HOJE  –   PELO ACIMA EXPOSTO, VOLTO COM AS MESMAS PALAVRAS DO PROBLEMA DEIXADO PARA TODOS OS MORADORES DA BAIRRO E TAMBÉM  PARA BAIRROS VIZINHOS, ENFIM PEDESTRES OU NÃO QUE PRECISAM SE LOCOMOVER UTILIZANDO A RUA BERNARDO DE VASCONCELOS.

HOJE JÁ FOI PARALISADO O TRANSITO PELA MANHÃ, PORQUE UM CARRO AGARROU NO BURACO CAUSADO PELO VAZAMENTO DEIXADO PELA OBRA INACABADA.

TODOS QUE TRANSITAM POR ESSA RUA ESTÃO SUJEITOS SERIAMENTE A UM DESASTRE ANUNCIADO, POR CONSEQUÊNCIA DESSA OBRA MAL FEITA SEM UTILIDADE PARA RESOLVER O PROBLEMA DAS ENCHENTES CAUSADAS PELO RIO CATARINO, E AINDA CRIOU-SE  UM NOVO TRANSTORNO COM O VAZAMENTO DO CANO DA CEDAE QUE A CADA MINUTO ESTÁ SE TRANSFORMANDO EM UMA CRATERA PERIGOSÍSSIMA.

CLAMAMOS POR UMA SOLUÇÃO DEFINITIVA E NÃO PALIATIVA!!!!

SOLICITO A TODOS QUE RECEBEREM ESSA RECLAMAÇÃO PARTICIPATIVA, DIVULGUEM  E AJUDEM A SOLUCIONAR ESSES  PROBLEMAS  QUE SE ARRASTAM A QUASE 08 MESES .

OBS: INFORMO QUE AS ENCHENTES CAUSADAS PELO RIO CATARINO SÃO UM PROBLEMA DE DÉCADAS QUE JÁ FOI OBJETO DE NOTÍCIAS EM JORNAIS DA CIDADE, TV, SEMINÁRIOS, AÇÃO JUNTO AO MINISTÉRIO PUBLICO, ACIDENTES FATAIS COM MORTES. É UM TRANSTORNO!!!!

EM 27/07/2013, AGORA A RUA ACIMA ESTÁ PARALISADA E A TODA HORA CAI UM CARRO NO BURACO, ONDE NÃO SE PODE VER A SUA DIMENSÃO, POIS A OBRA VIROU UMA LAGOA E OS MOTORISTAS NÃO CONSEGUEM DIMENSIONAR O TAMANHO DO PROBLEMA.

ESTOU TEMEROSO DE ACONTECER UM ACIDENTE GRAVÍSSIMO. POIS À NOITE VAI FICAR PERIGOSÍSSIMO, JÁ QUE NÃO Há SINALIZAÇÃO.

PARA SE TER UMA NOÇÃO DO PROBLEMA, JÁ EXISTEM PEDAÇOS SOLTOS DE CARROS QUE BATEM NO BURACO E SE SOLTAM ( PARA-CHOQUES, BORRACHÕES.)

CLAMAMOS POR UMA SOLUÇÃO URGENTE!!!! ALMIR Morador do lado Sul