Ação Social no Batan promovida pela UCB

Ação Social no Batan

Universidade Castelo Branco oferece serviços gratuitos na comunidade do Batan

divulgação

 Em busca do bem estar social e qualidade de vida, a Universidade Castelo Branco (UCB), promove neste sábado (16), um evento social com diversos serviços de utilidade pública. A partir das 9h, haverá uma estrutura montada com profissionais à disposição para oferecer benefícios aos moradores do Batan, em Realengo.

 

divulgação

O projeto leva à  população, gratuitamente, serviços como, orientação sociojurídica, exames para revelar o tipo sanguíneo, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, avaliação do pé diabético e massagens relaxantes. A UCB aplicará também um questionário socioeconômico, para acompanhar o desenvolvimento dos residentes da Comunidade.

 

Serviço

Ação Social na Comunidade do Batan

Data: 19 de agosto (sábado)

Horário: de 9h às 13h.

Valor: Gratuito

Local: Praça do Chuveirinho – Realengo

Foz Águas 5 : INSCRIÇÕES ABERTAS PARA OFICINAS DE ARTICULAÇÃO COMUNITÁRIA

Inscrições Abertas. Curso Gratuito.

Articulação Comunitária para Moradores de Realengo com certificado da UNESCO.Somente 25 vagas. Inscreva-se www.fozaguas5.com.br

Como parte do projeto Encontros para uma Zona Oeste Sustentável, em parceria

Divulgação

Divulgação

com a UNESCO, a Foz Águas 5 realizará oficinas de Articulação Comunitária na Estação de Tratamento de Esgoto Constantino Arruda Pessôa, em Deodoro. As oficinas para os moradores de todo Realengo iniciam-se no dia 12 de setembro e têm inscrição gratuita com direto a certificado da UNESCO para todos os participantes. Os interessados devem preencher a ficha de inscrição para concorrer a uma vaga. Vagas são limitadas a 25 participantes. Inscrições até 03 de setembro. 

Acesse o link http://www.fozaguas5.com.br/zonaoestesustentavel/ e faça já sua

Uma vez que o acesso aos serviços de saneamento básico é entendido como direito fundamental coletivo e individual, as percepções vividas pelos participantes serão o ponto de partida para a compreensão dos problemas relacionados à falta de saneamento e sua

consequência na interação com o meio ambiente. Assim, o objetivo das oficinas é apresentar aos participantes ferramentas e instrumentos de organização e mobilização comunitária, tendo como prática final a elaboração e a execução de uma campanha local para incentivar a comunidade a se conectar a rede de esgoto.

As inscrições estão abertas até o dia 5 de agosto para a 1° turma e as vagas são limitadas. Inscreva-se: www.fozaguas5.com.br

Mais informações pelo e-mail comunicacao@fozaguas5.com.br.

Inauguração da Clinica da Praça dos Cadetes

O Realengo em Pauta acompanhou a inauguração da Clínica de Família Faim Pedro, na Praça dos Cadetes, Realengo. O nosso jornal conversou com o atual secretário de municipal de saúde, Daniel Soranz. O solícito secretário atendeu a nossa equipe com a mesma atenção quando era subsecretário de Atenção Primária, Vigilância e Promoção da Saúde, na inauguração da Clínica da Família Armando Palhares.

CF FAIM PEDRO

Clínica de Família Faim Pedro,

Dr. Daniel Soranz

 Dr. Daniel Soranz:- Essa clínica, para a secretaria, é muito importante; é uma das maiores da cidade, e vai ajudar a desafogar o CMS de Padre Miguel. O objetivo das clínicas é a prevenção, é evitar que as pessoas fiquem doentes, através do acompanhamento pelos mesmos médicos, os mesmos enfermeiros, ao longo do tempo. Essa clínica também conta com [aparelho de] raio-X, ultrassom, academia carioca, [programa de] alimentação saudável, e programa antitabagismo. Além disso a clínica tem uma farmácia com 211 itens, e não só distribui o remédio, mas ensina a tomar a medicação. A expectativa da Secretaria de Saúde é que essa unidade possa dar um atendimento de qualidade a toda a população da região.

ENCHENTE NA RUA GENERAL RAPOSO

gen raposo 3 29032015gen raposo 4 22032015As eleições se passaram. Os candidatos eleitos são os mesmos e nossos problemas também. Quando chove nossas ruas enchem. Chuvas rápidas e não temporais. Parece matéria repetida mas não é já retratamos aqui fotos da Pedro Gomes tiradas pela moradora Sonia Regina e agora nosso fotógrafo é o Thiago Machado da rua General Raposo. As obras prometidas não são feitas.

gen raposo 1  29032015gen raposo 1 22032015

Rio Catarino no aguardo de obras e não de paliativos

Solicito a intervenção URGENTE na obra que está sendo realizada sobre a passagem das águas do RIO CATARINO, localizado à Rua Bernardo de Vasconcelos, esquina com Rua Vieira do Nascimento, ao lado do Colégio Mun. Gil Vicente, no bairro de Realengo – Rio de Janeiro – RJ.

MOTIVO: ESSE RIO É CAUSADOR DE INÚMERAS ENCHENTES E INUNDAÇÕES, PARALISAÇÃO DO TRÂNSITO, CASAS INVADIDAS PELAS ÁGUAS FÉTIDAS E DOENTIAS, CARROS BOIANDO, NÃO SE PODE SAIR OU CHEGAR… ( IR E VIR) ENFIM É UM SERÍSSIMO PROBLEMA PARA O BAIRRO E OUTROS BAIRROS VIZINHOS, JÁ QUE NÃO SE PODE ATRAVESSÁ-LO QUANDO ESSE RIO SOBE.

OBRA: ESTÁ SE DEMANDANDO MATERIAL, FERRAMENTAS, TEMPO, DINHEIRO… PARA SE FAZER A MESMA COISA DE ANTES (QUEBROU-SE A ANTIGA E SE FAZ A MESMA COISA, COM A MESMA ALTURA, LARGURA, A BASE É DE PEDRA DE MÃO ANTIGA).

É UMA SACANAGEM, DESCULPEM O TERMO, É UM ABSURDO O QUE ESTÁ SE FAZENDO, UMA VEZ QUE ESSA OBRA NÃO IRÁ RESOLVER OS TRANSTORNOS DAS ENCHENTES, POIS A PONTE É BAIXA, ESTREITA E IRÁ RETER O FLUXO D´ÁGUA COMO ANTES, CAUSANDO  CONSEQUENTEMENTE AS ENCHENTES.

POR FAVOR, SOLICITAMOS EU, E OS MORADORES DO BAIRRO, UMA SUPERVISÃO IMEDIATA PARA ESSE ABSURDO, POIS JÁ FIZEMOS INÚMERAS RECLAMAÇÕES À PREFEITURA, MAS SÓ HÁ RESPOSTAS SEM SOLUÇÃO (DESCASO)!!

EM TEMPO: A obra não tem placa, não sabemos quem a realiza, é um absurdo quem permite, assina e projeta uma coisa dessas. É UMA OBRA QUE NÃO IRÁ SERVIR DE NADA PARA A REAL SOLUÇÃO DAS ENCHENTES E INUNDAÇÕES CAUSADAS PELO RIO CATARINO EM REALENGO.

É DE URGENCIA UMA CONSTRUÇÃO MODERNA, QUE DEIXE ATRAVESSAR O FLUXO COM SUA VAZÃO D´ÁGUA E NÃO A INTERCEPTAÇÃO DAS ÁGUAS. GRATO.

ESPERO NÃO SOFRER REPRESÁLIAS PELA MINHA PARTICIPAÇÃO COMO CIDADÃO QUE CRITICA, SUGERE E DEFENDE O BAIRRO ONDE MORA, E ACIMA DE TUDO COLABORADOR, CIDADÃO, DO MEU MUNCÍPIO. SDS. ( EM 26/06/2013)

EM 19/07/2013 – VOLTO COM O ACIMA EXPOSTO E ACRESCENTO QUE NÃO FOI TOMADA NENHUMA PROVIDÊNCIA, SOBRE A SOLICITAÇÃO ACIMA.  A OBRA ESTÁ QUASE TERMINADA, PORÉM ALÉM DE NÃO SOLUCIONAR OS PROBLEMAS DAS ENCHENTES, FOI CRIADO OUTRO PROBLEMA PARA NÓS MORADORES, UMA VEZ QUE NA METADE DA PONTE,  APARECEU  UM VAZAMENTO DE ÁGUA, ONDE PASSA UM CANO DA CEDAE QUE ABASTECE UMA PARTE DO BAIRRO.

NÃO HÁ MOVIMENTO DE TRABALHADORES, JÁ FOI RETIRADO O CONTAINER QUE SERVIA DE APOIO A OBRA, ENFIM; MAIS UMA VEZ NADA SOLUCIONADO E DEIXARAM MAIS UM PROBLEMA.

EU COMO OUTROS MORADORES QUEREMOS PARTICIPAR POSITIVAMENTE DOS PROBLEMAS DO BAIRRO, MAS ME PARECE QUE NÃO EXISTE DISCERNIMENTO JUNTO AOS RESPONSÁVEIS POR ESSA OBRA NEGATIVA.

EM 25/07/2013, HOJE  –   PELO ACIMA EXPOSTO, VOLTO COM AS MESMAS PALAVRAS DO PROBLEMA DEIXADO PARA TODOS OS MORADORES DA BAIRRO E TAMBÉM  PARA BAIRROS VIZINHOS, ENFIM PEDESTRES OU NÃO QUE PRECISAM SE LOCOMOVER UTILIZANDO A RUA BERNARDO DE VASCONCELOS.

HOJE JÁ FOI PARALISADO O TRANSITO PELA MANHÃ, PORQUE UM CARRO AGARROU NO BURACO CAUSADO PELO VAZAMENTO DEIXADO PELA OBRA INACABADA.

TODOS QUE TRANSITAM POR ESSA RUA ESTÃO SUJEITOS SERIAMENTE A UM DESASTRE ANUNCIADO, POR CONSEQUÊNCIA DESSA OBRA MAL FEITA SEM UTILIDADE PARA RESOLVER O PROBLEMA DAS ENCHENTES CAUSADAS PELO RIO CATARINO, E AINDA CRIOU-SE  UM NOVO TRANSTORNO COM O VAZAMENTO DO CANO DA CEDAE QUE A CADA MINUTO ESTÁ SE TRANSFORMANDO EM UMA CRATERA PERIGOSÍSSIMA.

CLAMAMOS POR UMA SOLUÇÃO DEFINITIVA E NÃO PALIATIVA!!!!

SOLICITO A TODOS QUE RECEBEREM ESSA RECLAMAÇÃO PARTICIPATIVA, DIVULGUEM  E AJUDEM A SOLUCIONAR ESSES  PROBLEMAS  QUE SE ARRASTAM A QUASE 08 MESES .

OBS: INFORMO QUE AS ENCHENTES CAUSADAS PELO RIO CATARINO SÃO UM PROBLEMA DE DÉCADAS QUE JÁ FOI OBJETO DE NOTÍCIAS EM JORNAIS DA CIDADE, TV, SEMINÁRIOS, AÇÃO JUNTO AO MINISTÉRIO PUBLICO, ACIDENTES FATAIS COM MORTES. É UM TRANSTORNO!!!!

EM 27/07/2013, AGORA A RUA ACIMA ESTÁ PARALISADA E A TODA HORA CAI UM CARRO NO BURACO, ONDE NÃO SE PODE VER A SUA DIMENSÃO, POIS A OBRA VIROU UMA LAGOA E OS MOTORISTAS NÃO CONSEGUEM DIMENSIONAR O TAMANHO DO PROBLEMA.

ESTOU TEMEROSO DE ACONTECER UM ACIDENTE GRAVÍSSIMO. POIS À NOITE VAI FICAR PERIGOSÍSSIMO, JÁ QUE NÃO Há SINALIZAÇÃO.

PARA SE TER UMA NOÇÃO DO PROBLEMA, JÁ EXISTEM PEDAÇOS SOLTOS DE CARROS QUE BATEM NO BURACO E SE SOLTAM ( PARA-CHOQUES, BORRACHÕES.)

CLAMAMOS POR UMA SOLUÇÃO URGENTE!!!! ALMIR Morador do lado Sul

Inauguração Clínica Família Armando Palhares Aguinaga

A Secretaria Municipal de Saúde inaugurou na presença do Prefeito Eduardo Paes nesta terça-feira, dia 13 de agosto, a Clínica da Família Armando Palhares Aguinaga, em Realengo. A unidade é a 71ª da cidade, fica na Av. Santa Cruz, s/nº, e beneficiará 17,2 mil moradores da área. Com a abertura da clínica, a cobertura de saúde da família na região da AP 5.1, que engloba os bairros de Bangu, Realengo, Padre Miguel e adjacências, chega a 41%. Em 2008, a cobertura era de apenas 4,6%. Em toda a cidade, 41% dos cariocas são cobertos pela estratégia de saúde da família.

Esta é a 31ª Clínica da Família da Zona Oeste e recebeu investimentos de R$ 4 milhões. A unidade contará com cinco equipes de saúde da família. Cada equipe fará, em média, 400 consultas médicas por mês, totalizando duas mil consultas mensais, além dos demais procedimentos, serviços e consultas de enfermagem e dos agentes de saúde.

Mais de 50 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, cirurgiões-dentistas e auxiliares, trabalharão na unidade. No local, os pacientes vão passar por procedimentos ambulatoriais e consultas com médicos, equipe de enfermagem e agentes de saúde. Será possível, também, realizar exames laboratoriais, ultrassonografia, raios-x, eletrocardiograma, curativos, vacinação, planejamento familiar e teste do pezinho. A unidade contará ainda com acompanhamento de pré-natal e doenças crônicas e distribuição de medicamentos.

A clínica da família funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8 às 12h. A unidade terá consultórios, salas de saúde da mulher, de acolhimento mãe-bebê, saúde da criança, saúde bucal, observação clínica, procedimentos, hipertensão e diabetes, além de auditório, farmácia e almoxarifado.

Atendimento Seletivo nas UPA´s de Realengo.

 Deu no Blog Pró-Realengo

UPA Magalhaes Bastos – Jardim Novo

Atendimento Seletivo nas UPA´s de Realengo.

Parte superior do formulário

Rio 03/12/2012.

O blog Pró-Realengo tem  recebido diversas reclamações a respeito do atendimento das UPA. E com relação à do Jardim Novo que leva o nome de “Magalhães Bastos” localizada na Estrada Manoel Nogueira de Sá. Separamos estas duas reclamações que se observarmos bem tem relação uma com a outra… Parece que é feita uma triagem ou filtragem como disse a leitora, e num rápido atendimento um diagnostico é dado e liberado o paciente para que volte para casa, dizendo que não é nada grave?

UPA Magalhães Bastos – Jardim Novo.

Qual seria o critério para a avaliação dos pacientes?

Vejam duas reclamações com  menos de 15 dias uma da outra.

Em : 22/10/2012 14:26 nossa leitora Patrícia comentou no blog. : O UPA de Magalhaes precisa ser vistoriada os médicos estão se negando a atender os pacientes fiquei muito chateada, pois minha mãe é diabética e estava com a glicose 386 eu acho que vocês (sic: o blog) deveriam fiscalizar isso, pode ver que este UPA e o mais vazio pois eles já embarreiram os pacientes para não atende-los.

Em : 03/11/2012 11:22 nossa leitora Melinda comentou no blog. : Fui no dia de hoje, (03/11/2012) levar meu filho de treze anos com dor de cabeça forte e com febre alta, antes de sair de casa o mediquei com dipirona, chegando ao UPA do Jardim Novo com 37 e meio de febre, pois a dipirona estava fazendo seu efeito. A pressão foi aferida e constava 13/9. Simplesmente o enfermeiro que o atendeu disse que ele não tinha nada, que estava sem febre, mas no termômetro contava 37 e meio, graças ao meu remédio. E que só tinha um medico atendendo as pessoas que estavam internadas, e que não poderia me atender, nos dispensando a seguir. Voltei para casa com meu filho com a pressão alterada, temperatura alterada, dores. De cabeça, sem nenhum atendimento.

Espero que seu estado não piore, pois irei até os jornais denunciar esta falta de respeito com o cidadão que paga seus impostos em dia e não tem direito a ter um atendimento a um hospital com tanta referencia como diz nosso digníssimo prefeito Eduardo Paes. E encaminhei então para a Clinica  da Família que fica ao lado (sic:João Cribbin) e tive a mesma resposta da atendente, que não tinha medico para o atendimento, isso tudo ocorreu entre 08:00 e 09:00 da manha. Melhor fechar as portas!!!!!!

Aproveitamos para pedir as autoridades que informem melhor a população sobre  o processo seletivo para fazer parte do quadro de funcionários das firmas que contratam ou da Organização social (OS) que administra as UPA’s, pois são inúmeros os pedidos de informações e reclamações da dificuldade para trabalharem nas mesmas, pois mesmo tendo QP (Qualificação Profissional) para esta ou aquela profissão e ainda morando no próprio bairro deveriam ser levados em consideração. Sabemos de profissionais de outras Unidades,  que trabalham em bairros distantes??

www.pro-realengo.com.br

UPA Magalhães Bastos – Jardim Novo.

Qual seria o critério para a avaliação dos pacientes?

Vejam duas reclamações com  menos de 15 dias uma da outra.

 Em : 22/10/2012 14:26 nossa leitora Patrícia comentou no blog. : O UPA de Magalhaes precisa ser vistoriada os médicos estão se negando a atender os pacientes fiquei muito chateada, pois minha mãe é diabética e estava com a glicose 386 eu acho que vocês (sic: o blog) deveriam fiscalizar isso, pode ver que este UPA e o mais vazio pois eles já embarreiram os pacientes para não atende-los.

 Em : 03/11/2012 11:22 nossa leitora Melinda comentou no blog. : Fui no dia de hoje, (03/11/2012) levar meu filho de treze anos com dor de cabeça forte e com febre alta, antes de sair de casa o mediquei com dipirona, chegando ao UPA do Jardim Novo com 37 e meio de febre, pois a dipirona estava fazendo seu efeito. A pressão foi aferida e constava 13/9. Simplesmente o enfermeiro que o atendeu disse que ele não tinha nada, que estava sem febre, mas no termômetro contava 37 e meio, graças ao meu remédio. E que só tinha um medico atendendo as pessoas que estavam internadas, e que não poderia me atender, nos dispensando a seguir. Voltei para casa com meu filho com a pressão alterada, temperatura alterada, dores. De cabeça, sem nenhum atendimento.

   Coluna:  deu no blog…. por Luiz Fortes

Luiz Fortes morador da rua do Imperador, lado Sul - Criador e administrador do blog Pró-Realengo

Luiz Fortes morador da rua do Imperador, lado Sul – Criador e administrador do blog Pró-Realengo

 

 

 

 

 

Está postagem foi oferecida por

 

NOSSO JOAO CRIBBIN- HOMEM DE NOSSA REGIÃO

NOSSO JOAO CRIBBIN- HOMEM DE NOSSA REGIÃO

Em época eleitoral poderia escrever muita coisa. O mensalão do PT, o tempo de propaganda eleitoral do Eduardo, a aliança dos Maias e Garotinhos. As placas de propagandas que poluem o visual de nossa zona oeste ou os carros de som que

Padre João Cribbin

Padre João Cribbin – reprodução do site da Arquidiocese do RJ.

irritam as pessoas.

Decidi escrever sobre o Pe. João Cribbin que durante 4 décadas esteve a frente da paroquia de São Jose em Magalhães Bastos. Poderíamos nos ater ao imenso trabalho pastoral que lhe foi confiado pela Arquidiocese. Mas este irlandês foi muito mais além de que poderiam esperar os seus paroquianos.

O Pe. João Cribbin foi um excelente exemplo de como devemos nos portar quando o assunto é Cidadania. Cidadania tem como base a educação. Através da educação que conquistaremos a cidadania. Através da educação é que alcançaremos a ética nas atitudes. E através deste tripé: educação, cidadania e ética é que poderemos modificar nossa sociedade.

O homem João Cribbin foi exemplo, pois junto ao exercício do sacerdócio, ele soube mostrar as pessoas qual a importância da educação. Incansável na luta para melhor o nível da escola na nossa região foi o grande apoiador da luta popular do movimento Pró-escola técnica de Realengo.

Ele poderia ser um grande incentivador e divulgador dessa luta. Teria um papel na historia. Mas ele foi muito, além disso. Arregaçou as mangas e não mediu esforços para cobrar dos políticos da época compromisso com o anseio de nossa população. Era firme nas cobranças para que a escola técnica saísse do papel.

Mas muito mais ação o nosso João Cribbin faria por esse projeto. Abriu os espaços da Igreja para que lá funcionasse o Colégio Pedro II. Nunca esmoreceu diante das dificuldades e através de sua ação incisiva trouxe para a população local não uma escola. Mais um legado que coloca Realengo no caminho de uma excelência educacional. Devido a sua luta temos hoje o campus Realengo do IFRJ e o Complexo do Pedro II.

Muitas outras lutas serão travadas para aumentar as ofertas de educação gratuita e de qualidade em nossa região. Mas agora sabemos que nos faltará o grande homem a nos guiar. Um ano completou que esse grande homem nos deixou, cabe a cada um de nós não deixar morrer o legado deixado por ele. Lutaremos pela

unidade do hospital-escola e unidades de saúde que o movimento Pró-escola de Realengo tem e que sempre teve o apoio do grande homem que foi Padre. João Cribbin (29/10/1936-10/09/2011).

Conheçam mais sobre este homem:

http://arquidiocese.com.puc-rio.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=3250&sid=39 

Marcelo Queiroz - Morador do Parque Real - lado sul

Marcelo Queiroz – Morador do Parque Real – lado sul

 

Coluna Ética e Cidadania por MARCELO QUEIROZ

NÃO SOMOS PALHAÇOS PARA ACHAR GRAÇA

NÃO SOMOS PALHAÇOS PARA ACHAR GRAÇA

 Na esfera federal, no ministério dos transportes vem a tona um esquema de corrupção que é prodigo em beneficiar alguns e prejudicar a população que quer retorno aos impostos que paga. As licitações, ou a falta delas produzem fortunas desmedidas de alguns familiares em detrimento de atuação austera que melhoria em muito nossas atuais estradas, onde vidas são ceifadas todos os dias. Você vê graça nisso? Nem eu.

 Na esfera estadual, vemos uma nova engenharia a dar forma a equipamentos públicos. Os containers das UPA são a cara do moderno projeto. O grande discurso é que a agilidade produz um atendimento digno a população. Tudo isso é desmascarado pela imprensa onde o jornal O Globo prova que os containers são cerca de 25 % mais caros que um prédio de alvenaria. E demoram o mesmo tempo para ficarem prontos. E qual então a razão de se pagar mais caro? Beneficiar o amigo dono da fabrica de containers? Você acha graça nisso? Nem eu.

 Na esfera municipal nos deparamos com noticias de que o dinheiro destinado para obras de reconstrução dos municípios da Serra, que foram devastados pela

Marcelo Queiroz - Morador do Parque Real - lado sul

Marcelo Queiroz – Morador do Parque Real – lado sul

enxurrada no inicio do ano, foram desviados pelos governantes daqueles municípios. E que muita coisa deixou de ser feitas, pois o Superfaturamento das obras foi de mais de 50%, já que tudo foi aprovado sem licitação devido a emergência e nada foi feito, mas os empreiteiros já estão com os bolsos cheios. Você acha graça nisso? Nem eu.

 Nesta coluna apresentei apenas três casos de como o nosso dinheiro vai para os bolsos de alguns em detrimento de muitos. Podemos citar vários casos, mas queremos é criar uma nova atitude daqueles que detém a grande arma que é o voto. Como você tem votado como tem atuado aquele que você colocou no parlamento para te representar. Ele tem enriquecido como você? A renda familiar dele é igual a sua? Ou temos produzido famílias políticas como os Cozolinos, que enriquecem à custa da miséria de uma população como Magé. Você acha graça nisso? Nem eu. Cidadania participativa – todo o poder para o povo, que deve ser exercido a seu beneficio. Política é uma coisa séria.

 

 

O LIXO NOSSO DE TODO DIA

O LIXO NOSSO DE TODO DIA

Nos últimos dias algumas notícias sobre este tema estiveram na mídia. O início do Aterro Sanitário de Seropédica ou o fim do Aterro de Gramacho até o inicio do ano que vem. Aliás, o Aterro de Gramacho virou tema de filme até.

Mas a produção de lixo não pára. Na cidade do Rio de Janeiro se produz 1,5 kg de lixo por habitante, por dia. Ou seja, cada brasileiro que viva 70 anos produz 25 TONELADAS de lixo. A problemática do lixo passa por muitas vertentes. Qual destinação? Onde destinar? São algumas perguntas a serem respondidas. O chamado lixão de Gramacho está saturado e não pode receber mais os dejetos das cidades de Caxias e do Rio de Janeiro. Seropédica lutou contra a instalação de aterro sanitário em suas terras para receber o lixo de outros municípios.

O município do Rio de Janeiro “criou” um novo bairro para abrigar um aterro sanitário, surgindo Gericinó, em 2004. E não adianta, se falarem que vão trazer um aterro sanitário para a sua vizinha, você logo torcerá a cara! A verdade é que todos nós produzimos cada vez mais lixo e queremos cada vez menos que ele seja acumulado perto de nós. È mais fácil mandar o lixo para além de nossas fronteiras ou para a ‘Zona rural’.

Uma pergunta que muitos de nós não sabemos a resposta é como produzir MENOS lixo? Sim, qual a preocupação que temos com esse assunto ou achamos que lixo não é nosso problema? Não podemos fechar nossos olhos para um problema que deve ter além de nossa atenção, a nossa atuação. Saibam que menos de 5% do lixo urbano é reciclado no nosso país. Para citar alguns países, o Japão recicla 50 % do seu lixo e os Estados Unidos 11%.

A reciclagem atenuaria o problema com a redução do volume do lixo que despejaríamos nos aterros sanitários e lixões. Com um menor volume de lixo, reduziríamos também a possibilidade de contaminação dos lençóis d’água subterrâneos. Teríamos também reduzidos os riscos com mau cheiro, proliferação de animais nocivos e transmissores de doenças.

Nossa cidade há algum tempo promete uma coleta seletiva de lixo, mas até agora não vimos isso funcionar. Não é só o poder público responsável por isso. Cada um de nós pode e deve mudar de hábito e fazer o dever de casa para reduzir o volume de lixo. A seletividade do lixo pode ser feita por cada um de nós separando o lixo reciclável como papel, vidro, metais e plásticos.

Claro que temos que cobrar de nossas autoridades um programa sério de recolhimento desses materiais. Outro programa que eduque o cidadão a fazer a separação desse lixo, explicando para onde vai e como é o processo de reaproveitamento dessas materiais. A possibilidade de dar emprego a pessoas que não conseguem engajar no mercado de trabalho por falta de especialização e que poderia estar desenvolvendo atividade simples e importante na coleta seletiva.

Quantos condomínios já poderiam estar fazendo um grande programa de separação de lixo e de óleo de cozinha. São espaços públicos e tem que ajudar nisso também. O que ganharemos com isso? Um planeta melhor, uma cidade melhor.

Coluna Ética e Cidadania por Marcelo Queiroz

Marcelo Queiroz - Morador do Parque Real - lado sul

Marcelo Queiroz – Morador do Parque Real – lado sul